Alimentos transgênicos

Alimentos transgênicos ou OGMs são criados em laboratórios com a utilização de genes de espécies diferentes de animais, vegetais ou micróbios.Eles são organismos que sofreram alteração no seu código genético por métodos ou meios que não ocorrem naturalmente. Com características novas ou melhoradas relativamente ao organismo original. Resultados na área de transgenia já são alcançados desde a década de 1970, na qual foi desenvolvida a técnica do DNA recombinante.
Existe ou há pontos positivos e negativos. São eles:
 Aumento da produção de alimentos; melhoria do conteúdo nutricional, desenvolvimento de nutri cênicos, alimentos que teriam fins terapêuticos;  maior resistência e durabilidade na estocagem e armazenamento.
E os pontos negativos: Aumento das reações alérgicas; as plantas que não sofreram modificação genética podem ser eliminadas pelo processo de seleção natural, pois, as transgênicos possuem maior resistência às pragas e pesticidas; aumento da resistência aos pesticidas e gerando maior consumo deste tipo de produto; apesar de eliminar pragas prejudiciais à plantação, o cultivo de plantas transgênicos pode, também, matar populações benéficas como abelhas, minhocas e outros animais e espécies de plantas.

Existem alguns países que são contra: Cresce entre a população européia o movimento contra os transgênicos, já proibidos em vários países, dentre eles: França, Hungria e Polônia, principais produtores europeus de cereais, proibiram o cultivo de milho transgênicos em seus territórios e a Alemanha está no caminho de fazer o mesmo. Na Espanha e em Portugal, dois redutos da produção de milho transgênico, crescem questionamento sobre benefícios do cultivo.
 
© Copyright by Wagner Menezes. All Rights reserved.